F x

“É obvio que agora queremos ter as Olimpíadas das Olimpíadas.”

Carlos Arthur Nuzman, 72 anos, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos 2016, pegando carona na Copa das Copas.




Ano XI - 23 de julho de 2014

 

Bunker de campanha
O comitê da campanha de Dilma Rousseff está instalado num prédio de frente para o Parque da Cidade, em Brasília e não permite a entrada de estranhos que não estejam devidamente identificados por crachás que devem ser carregados no peito, de fácil visualização. Quaisquer pessoas de fora que sejam esperadas deverão ter seus nomes na portaria. Para entrar, devem aguardar na recepção até que alguém vá atendê-lo e o acompanhe para o interior do bunker, apelido que já ganhou. Os mais irônicos acham que deveriam instalar até uma casamata. Jornalistas não entram: só com hora marcada. Térreo e mezanino abrigam o comitê e – surpresa – não existem salas de imprensa (estima-se que funcionem em outros locais secretos). Dilma, à propósito, ainda não foi lá.

É muito dinheiro!
O ex-presidente Lula tem comentado com os assessores mais chegados que o próximo presidente, qualquer que seja ele, enfrentará sérios problemas em decorrência do avanço das investigações e depoimentos de envolvidos na Operação Lava Jato. Alcançará Petrobras, negócios da estatal na Argentina e se multiplicará em diversas áreas, atingindo petistas e políticos da base aliada. O próprio Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, para espanto de Lula, já considerou que “é um enorme esquema de lavagem de dinheiro, tem campanha e corrupção”. E enfatizou: “Eu nunca vai tanto dinheiro na vida, é muito dinheiro”.

Óculos patrocinados
Quem estranhou ao ver Neymar aparecer de óculos de grau no Fantástico já ficou imaginando que, em campo, ele poderia até recorrer a lentes de contato por algum suposto problema de visão. Nada disso: as lentes dos óculos de Neymar não tinham grau. É que ele é embaixador mundial da marca italiana Police, de óculos de sol e de grau, cargo que anteriormente foi ocupado por George Clooney e David Beckham. A estratégia da empresa era essa: ele aparecia de óculos e na sequencia, explicava-se que eram produtos Police, as redes sociais comentariam – e tudo sem gastar nada em publicidade.

Oitavo gol
Se a contratação de Gilmar Rinaldi para coordenador de seleções da CBF já fizera grande parte dos envolvidos no universo do futebol, incluindo jornalistas, estrilar, a escolha de Dunga para técnico obteve 85% de rejeição dos brasileiros, de acordo com pesquisa feita pela TV Globo. Sua contratação, para a maioria, “é uma solução à altura dos antiquados, retrógrados e incompetentes que controlam a CBF”. Na internet, o mau humor dos blogueiros vai mais longe: muitos ironizam dizendo que “Dunga é o oitavo gol da Alemanha”.

Brasil real
Enquanto os brasileiros sofrem com o alto custo da energia elétrica, o setor rural é quem está gerando mais empregos. Em junho, a agricultura registrou 40,8 mil vagas formais em comparação com 31,1 mil criadas no segmento de serviços, segundo o Ministério do Trabalho. Enquanto isso, no mesmo período, construção civil fechou 12,4 mil vagas e o comercio, mais 7 mil postos de trabalho.

Promessa
Enquanto se submete ao enfrentamento com João Santana e outros integrantes dilmistas da campanha por determinação de Lula, Franklin Martins, já ciente de que o projeto de controle da mídia não fará parte do programa de Dilma, repete que não pretende nenhum cargo no novo governo dela, caso se reeleja. E também nesse quesito, Lula lhe sopra no ouvido: “Você será ministro da Comunicação ou eu não chamo Luis Inácio”.

Projeto Down

Limpando a área
Quando Gleisi Hoffmann estava deixando a Casa Civil fez um grande esforço para que seus assessores diretos no Planalto fossem conservados na gestão de Aloizio Mercadante que estava entrando. Chegou até a conversar com Dilma – e voltou ao Senado e entrou na campanha para o governo do Paraná. Aos poucos, contudo, o novo titular da Casa Civil foi tratando de limpar a área, afastando assessores dos tempos de Gleisi e até da época da própria Dilma, que nem reclamou. Mercadante não quer olheiros de ninguém lá.

Bons de chute
No período da Copa, muitos turistas que foram a Brasília para ver jogos aproveitaram para visitar o Palácio do Planalto, que teve sua equipe de guias devidamente reforçada no período. A maioria foi treinada em pouco tempo e quem foi, teve de ouvir algumas informações mais do que surpreendentes. Um grupo de São Paulo ouviu um guia dizer que o Rolls Royce (dos tempos de Getulio Vargas), exposto no andar térreo, faz diariamente o percurso entre o Planalto e o Alvorada. Outro informou que Oscar Niemeyer, autor do projeto dos prédios, “foi ministro de Juscelino”.

Joias e espumante
O Ministério das Relações Exteriores, comandado por Luis Alberto Figueiredo, acaba de empenhar R$ 58,2 mil para compra de joias. Só uma delas, da Amsterdan Sauer, custa R$ 17,5 mil. Outras, encomendadas da artista plástica Rosana Galera, custam R$ 8,1 mil cada, num total de R$ 40,7 mil. Podem ter sido destinadas a chefes de Estado e de governo que vieram ao Brasil para reunião do Brics. O mesmo ministério comprou 1.200 garrafas de espumante, num total de R$ 39,3 mil. Os espumantes “devem ter vencido, ao menos, quatro premiações internacionais”.

Nas ruas
Obedecendo a recomendação de Lula que quer ver seu segundo poste, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, nas ruas, visitando bairros da periferia e conversando e ouvindo os paulistanos (até mesmo reforçando a candidatura de Alexandre Padilha ao governo de Estado), ele tem feito algumas tímidas incursões (agora, saiu de férias por uma semana). O problema – e até os assessores morrem de rir – é que muitos paulistanos ainda o chamam de Fernando Andrade, que irrita o alcaide: “É Haddad, é Haddad!” Há dias, alguém recomendou um tour pelos distantes bairros de Morais Prado e Vargem Grande. E Haddad: “Onde é que fica isso?”

Nada a ver
Aldo Rebelo, ministro do Esporte, acha que a derrota da seleção brasileira em nada influirá “na vitória de Dilma”. E lembra: “O Brasil foi campeão em 58 e Janio, opositor de JK, venceu em 60. A seleção venceu no Chile em 62, o que não impediu o golpe militar em 64”.

Mais partidos
Enquanto José Serra (PSD-SP) garante que disputará a vaga do Senado com Gilberto Kassab (PSD-SP), num clima de “respeito e cordialidade”, o ex-prefeito de São Paulo vai preparando terreno para uma fusão com o PL, provavelmente depois das eleições. E por conta de seu bom transito entre círculos políticos até rivais, há quem aposte que, independente de qual presidente seja eleito em outubro, Kassab será ministro em 2015. A propósito de partidos: hoje, há 27 novas legendas na fila do TSE aguardando registro.

Discreto
Há algum tempo, o ex-ministro Antonio Palocci, que caiu em 2011 debaixo de denúncias de suposto enriquecimento ilícito, ajudou Lula nas conversas com o usineiro Maurilio Biaggi (o ex-presidente queria que ele fosse vice de Alexandre Padilha) e também em alguns jantares com o atual candidato ao governo paulista, quando era ministro da Saúde, um deles com o presidente do Einstein, Cláudio Lottemberg. Agora, o PT paulista está pedindo a Palocci que ajude o partido na arrecadação de campanha. Ele topa armar um mapa de mina de grandes doadores, só não pode usar o nome dele.

Garantia anti-calote
Os clubes de futebol do país têm uma divida acumulada com INSS, FGTS, IR e outros tributos no valor de R$ 5,5 bilhões e vem guerreando para o ministro Guido Mantega, da Fazenda, topar um Refis na área, dentro da criação da Lei da Responsabilidade Fiscal do Esporte. O italiano vem resistindo porque tem medo de novo calote e quer garantia. Agora, há quem diga que ele achou a solução: os pagamentos deverão estar rigorosamente em dia para o clube devedor disputar quaisquer campeonatos da primeira divisão e até na várzea.

Troca
O ator Sandro Pedroso, 29 anos, que durante muito tempo namorou com a atriz Suzana Vieira, 71 anos, está de namorada nova: é Jessica Costa, filha do cantor Leonardo. Ela tem 20 anos de idade.

Desistências
O cantor Belo, filiado ao PCdoB-SP (quem assinou sua ficha de inscrição foi Netinho de Paula), desistiu de se candidatar a deputado federal. Também Monique Evans, filiada ao PSL do Rio, resolveu não disputar a Câmara. Queriam que ela defendesse a reeleição de Dilma.

Ladeira abaixo
Na semana passada, o programa Na Moral, com Pedro Bial, registrou em São Paulo, sua pior audiência: seis pontos. Perdeu para o humorístico A Praça é Nossa, do SBT, que cravou oito pontos.

Em família
Na mesma semana em que o Ministério Público denunciava o ex-diretor internacional da Petrobras, Jorge Zelada, por ter favorecido, supostamente, a Odebrecht, em contratos com a estatal, o presidente da CPI Mista, Marco Maia (PT-RS), dispensou a convocação do mesmo Zelada, nomeado nos tempos de Lula. Maia atendeu um pedido especial do PMDB.

Quer cair fora
O ministro da Defesa, Celso Amorim, já conversou com a presidente Dilma Rousseff que gostaria de deixar o ministério – e até antes das eleições. Alega problemas pessoais. Por outro lado, há quem aposte que Celsinho Quitandeiro, seu apelido nos tempos do Itamaraty, não tem mais paciência diante da pressão dos chefes militares em busca de recursos, praticamente suspensos ou paralisados no Ministério do Planejamento.

Curta e cara
A modelo Gisele Bündchen veio para a festa do final da Copa sem custar um centavo para a Fifa: quem pagou R$ 1 milhão de cachê foi a Louis Vuitton para que ela carregasse a taça numa urna da famosa grife. Gisele trouxe o marido Tom Brady e duas irmãs e todos ficaram num luxuoso apartamento da Vieira Souto, no Rio, por dois dias. E novamente a Louis Vuitton pagou US$ 64 mil pela curta estada, mais despensa cheia e serviços de cozinheira e copeira.


Marina MantegaCinquentona bem-amada
A atriz Patrícia Pillar, 50 anos, a Angela Mahler de O Rebu, posou, sorrindo, com cabelos presos e um toque de sensualidade, para um ensaio que seu amigo, o maquiador Duda Molinos, tratou de exibir algumas fotos no Instagram. No replay da novela de Braulio Pedroso, dos anos 70, agora escrita por George Moura e Sérgio Goldenberg, ela é a dona da luxuosa mansão onde, no meio de uma festa, aparece um corpo boiando na piscina, lembrando Crepúsculo dos Deuses, com Gloria Swanson.

Edições Anteriores:  

  ;-) Colete de cashmere. :-( Colete de couro.
Ruy Altenfelder Silva entrevista no programa Dialogo Nacional o colunista Giba Um.



Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.





 


© Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br