“Que ele saiba o tempo do silêncio, o tempo de calar, para poder reconhecer o teu agir. Que fale o Senhor através dele e não ele. Ponha sobre ele o espírito da sabedoria”,

do Pastor Davi Pereira, da Igreja Memorial Batista
de Brasília, abençoando Bolsonaro.


Ano XVIII - 24 de janeiro de 2020



 

In Fux we trust
Os jornais resumiram: “Fux passa por cima do Supremo, de Bolsonaro e do Congresso e suspende juiz de garantias por prazo indeterminado”. E acrescentam que o único que gostou foi Sérgio Moro, ministro da Justiça, que, em diálogos gravados pelo The Intercept Brasil, dava mostra de que considerava o ministro como aliado e até lhe dedicava a frase “In Fux we trust” (parodiando inscrição nas notas de dólar). Até os colegas da Alta Corte sabem que, da cabeça de Fux, podem sair surpresas: em janeiro do ano passado ele trancou a investigação do caso Fabrício Queiróz (dava um alívio a Bolsonaro).

Ao plenário!
O mais injuriado nessa história de suspensão do juiz de garantias é Rodrigo Maia, presidente da Câmara. Ele sabe que, por enquanto, não há o que fazer – juridicamente. A liminar de Fux vale até o julgamento do plenário do STF, que não tem data para acontecer e depende do relator, o próprio Fux. Maia já faz cálculos – e acha que o juiz de garantias pode cair no plenário do Supremo. Os ministros são gratos a Fux que, por quatro anos, garantiu o pagamento de auxílio-moradia aos magistrados que têm casa própria na cidade em que trabalham (custou R$ 4 milhões). Depois, os salários foram aumentados.

10 acordos
Bolsonaro voa para Índia, participa do Dia da República e tenta fechar com Narenda Modi 10 acordos bilaterais. Ele é convidado do governo indiano, homenageará Gandhi e visitará o Taj Mahal. A comitiva brasileira leva um carregamento de água, para garantir. Muitos ironizam dizendo que a água da Índia é pior do que a do Gandu, no Rio. A próxima viagem de Bolsonaro será para Miami.

Carta branca
Regina Duarte diz que “ainda está noivando”. Ela recebeu carta branca de Bolsonaro para fazer eventuais trocas de comando do departamento. Apesar da liberdade – teria direito a nomear dez assessores diretos – Regina avisou ao presidente que não pretende fazer mudanças drásticas na estrutura que já funciona na pasta. Nos últimos dias, a possibilidade de recriação do Ministério da Cultura voltou a ser cogitada. Ela não dá muita importância. O que não quer mesmo é ter como chefe o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, aquele do laranjal.

No ar
Olga Bongiovanni, apresentadora competente, soube no ar, esta semana, em seu programa matinal, que estava demitida da Rede TV!. Só depois, quando foi conversar com a direção, soube que seu contrato de um ano não seria renovado. Não deu audiência, nem faturamento – e não é um mal de Olga, é da emissora. Suas duas maiores parcelas da grade estão entregues a programas de vendas e igrejas evangélicas.

Os primeiros
A Receita Federal está vasculhando o IR de 30 artistas da Rede Globo de Televisão: quer saber por que eles preferiram Pessoa Jurídica, passaram para CLT e quer retornar à PJ. Os auditores têm em mãos uma grande lista de artistas globais que ainda serão investigados. É uma encomenda da Presidência, segundo muitos, devido à briga com a Globo. Os primeiros atingidos estão lembrando que Regina Duarte também seria investigadas ou como secretária de Cultura diminuiria a fúria da Receita.

Estimulante
Luciana Gimenez está sozinha em Aspen e brinda os amigos no Instagram com uma foto de biquini, mais botas de inverno, em plena cena de gelo na cidade com montanhas ao fundo. Garante ser “estimulante”. A temperatura lá, à noite, chega até 11 graus negativos. De dia, 2 graus.

Irmão é irmão
Agora, Bolsonaro está vendo seu irmão Renato ser denunciado como mediador de demandas de prefeitos paulista interessados em recursos federais. Quando consegue liberação do dinheiro, participa da festa e até faz discurso na região do Vale da Ribeira e litoral. Deve ser praga: Lula tinha dois irmãos em ação. Frei Chico recebia mesadas da Odebrecht e Vavá, Genival Inácio da Silva falecido recentemente, que se contentava com pequenas quantias. E também José Sarney tinha o seu: Murilo Sarney (morreu em 2003) igualmente cometia travessuras.

Gigante
A Netflix lança hoje a série Goop Lab que vai dar muito o que falar. O seriado é inspirado na empresa do mesmo nome da atriz Gwyneth Paltrow, a Pepper Potts do MCU, que apareceu em Vingadores – o ultimato. O negócio é valido para terapias experimentais e práticas que levam ao bem-estar, especialmente mulheres, que são discutidas por profissionais da saúde. No lançamento, em Los Angeles, a atriz posou em frente a uma vagina gigante (feita de rosas) para promover a série. Mais: ela também lançou velas com uma essência chamada de “This Smells Like my Vaigina”. Custam US$ 75.

Duas médicas
No BBB20, entre os anônimos selecionados, tem duas médicas: Thelma, uma anestesista (e passista de escola de samba), e Marcela, uma ginecologista e obstetra, que gosta de partos na água. No carnaval, à proposito, Thelma, a anestesista, não estará trabalhando. Se não for eliminada antes, permanecerá na cena trancafiada do BBB20.

Censura nunca mais
Está nas redes sociais vídeo de Regina Duarte publicado em seu perfil do Facebook em outubro de 2018 que diz que “reprimir criação artística é coisa da ditadura”. E declara e incentiva o voto do então candidato Jair Bolsonaro. “Outra coisa que eu espero do governo, censura nunca mais. A arte tem de ser livre”, encerra.

“Como você é”
Carlos Bolsonaro postou nova foto de Thammy, hoje filho de Gretchen, nos tempos em que ainda era mulher, sorrindo e com decote generoso aparente. Hoje, Thammy é homem trans, casado com Andressa Ferreira e com um filho, Bento, que nasceu há pouco tempo. Gretchen não gostou da postagem e foi em cima dele: “Tá doido para entrar em nossa família, mas meus filhos estão todos casados. Te aceitamos como você é. Vamos de tête à tête. Estou no Brasil. Agora é comigo mesmo”.

Substituto
A Globo ainda não pensou em nomes que poderiam substituir Luciano Huck caso ele saia candidato à Presidência. Por enquanto, a Globo acha que ele não sai. E se sai não volta e não encontra salário igual por aqui. Detalhe: Luciano já pensou em ir morar na Flórida, caso não se eleja – e até de colocar no ar uma TV à brasileira.

Comitiva
Ainda sobre a viagem do presidente Jair Bolsonaro à Índia: ele não foi sozinho. Além dos seguranças, levou uma comitiva, com os ministros, Augusto Heleno (GSI), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) e Tereza Cristina (Agricultura). Também faz parte da comitiva seu filho Eduardo Bolsonaro (em todas as viagens há sempre um dos filhos), o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, e alguns secretários de ministérios.

Outra viagem
Enquanto Jair Bolsonaro mais comitiva, estão na Índia, os senadores Irajá Abreu (PSD-TO), filho da senadora Kátia Abreu (PDT-TO) e Flávio Bolsonaro (sem partido) estão em Miami, em missão oficial autorizada por Davi Alcolumbre, presidente do Senado. Eles integram uma comitiva da Embratur que querem “capitanear grandes corporações de cruzeiros dos Estados Unidos para operar no Brasil”. Quem também está na comitiva é o deputado federal Hélio Negão. Gilson Machado, presidente da Embratur, está cotado para presidir o Aliança pelo Brasil em Pernambuco.

Fiesp em campo
Paulo Skaf, presidente da Fiesp, acaba de publicar artigo na Folha de S.Paulo, rebatendo ataque do jornal e anunciando, publicamente, que a entidade apoia o governo Bolsonaro. Ele quer ser candidato ao governo de São Paulo em 2022 com apoio de Bolsonaro, o qual apoiará em sua tentativa de reeleição. O artigo também foi distribuído no dia anterior em grande ação junto às redes sociais, através de robôs.

Contra-ataque
Em seu artigo pró-Bolsonaro, Paulo Skaf aproveita também para fazer a apologia de seus feitos na presidência da entidade, as campanhas contra CPMF e outras, ações no Sesi e Senai (que mereceram ação publicitária de Duda Mendonça) e vai por aí. Os primeiros contra-ataques, lembrados pelos petistas, é que a Fiesp “apoiou o golpe de 1964, a ditadura militar e o impeachment de Dilma Rousseff”.

Marketing digital
Redes sociais exibem uma historinha que já aconteceu até em novelas da Globo: na hora do casamento, o noivo mostra vídeo da noiva transando com o cunhado e ainda brada “E você pensava que eu não soubesse?”. Teria acontecido na cidade de Fujian, na China e o vídeo foi parar na japonesa Apple Days. Detalhe: tudo marketing digital para um aplicativo chamado Aubergine Vídeo.

Só bandido
Katie Coelho, procuradora do MP do Distrito Federal e apoiadora de Eduardo Bolsonaro de primeira hora reagiu no Twitter à possibilidade de recriação do Ministério da Segurança Pública: “O Brasil inteiro deve ser contra. Com Moro à frente da atual pasta, vimos a redução da criminalidade. Só bandido é a favor dessa alteração. Não faça isso, Bolsonaro, por favor”.

Alianças
O governador do Maranhão, Flávio Dino, que já colocou sua campanha à Presidência nas ruas, diz que “prefere dialogar com Luciano Huck do que com Bolsonaro”. E brada que é “militante da esquerda, não tem medo de crítica, nem precisa disputar torneio de valentia, defendo os mais pobres e a soberania do país”. Flávio Dino acha que será a grande surpresa nas urnas em 2022.

Menos um
Wilson Witzel desistiu de disputar o Planalto em 2022. Agora, ele diz que “vai priorizar a reeleição como governador do Rio”. À propósito: Witzel dá entrevistas sobre segurança usando uma espécie de colete à prova de balas com as cores branco e azul. Não são usados pela PM: há branco em excesso nos coletes, ou seja, é alvo fácil. Os coletes que a PM usa são cinza cor de chumbo inteiramente.

Outra pista
O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB) está negociando com dirigentes da Liberty Media, que detém os direitos da Fórmula 1 para transferir o GP do Brasil para Brasília a partir de 2021. A F-1 não deve permanecer em São Paulo, cujos direitos são de Bernie Ecclestone, antigo dono e nem no Rio, por razões de segurança. Se der certo, a agência de desenvolvimento Terracap deve assumir a modernização do autódromo de Brasília.

Cirurgia
O ministro do Supremo Celso de Mello está internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Deve passar por uma cirurgia para resolver grave problema de desgaste ósseo no quadril. Muito provavelmente, a colocação de uma prótese. A recuperação para este tipo de cirurgia varia muito e pode levar até seis semanas. O atestado médico validado na terça-feira (21) prevê o afastamento do ministro até o dia 19 de março. Sua ausência poderá afetar julgamentos importantes, como o do HC em que Lula pede a suspeição de Sergio Moro e ações que questionam artigos da Lei de Abuso de Autoridade, entre outros.

Número 2
A atriz Regina Duarte não respondeu ao presidente Jair Bolsonaro se aceita ou não o convite para ser secretária da Cultura (há quem garanta que ela já aceitou, só espera a volta do presidente da Índia, para fazer o comunicado) mas já existe um nome cotado para ser o número 2. Quem poderá ocupar o cargo de secretário-adjunto da Secretaria da Cultura é o cineasta conservador Josias Teófilo. Ela ainda não se manifestou.

Quem é
Para quem quer saber mais sobre o possível número 2 da Secretaria da Cultura Josias Teófilo ele é o diretor de O Jardim das Aflições, documentário que retrata a vida de Olavo de Carvalho, o guru da família Bolsonaro. Seu novo filme Nem tudo se desfaz que terá lançamento depois do Carnaval, trata da ascensão da direita e da vitória de Bolsonaro nas eleições presidenciais. O trailer do novo filme será lançado dia 9 de fevereiro, mesmo dia do Oscar. O narrador do filme é Carlos Vereza e traz vários depoimentos, entre eles o de Eduardo Bolsonaro, claro.

OLHO MÁGICO

Fotos: Fernanda Garcia // Divulgação

O outro lado de Mariana
Bem distante da moça tímida e introvertida e assistente na editora Prado Monteiro, Evelyn, personagem de Bom Sucesso (que se despede hoje), Mariana Molina, 29 anos, aparece bem sensual na capa da Mensch brasileira. Ela que ainda é um pouco desconhecida do público, começou aos 11 anos na novela Pícara Sonhadora (SBT). Em entrevista ela conta o que tem em comum com a personagem: “Num lugar de desapego da imagem. Eu sou realmente muito tranquila. É muito difícil de me ver muito produzida, óbvio que tem dia que acordo com vontade de me arrumar toda, mas estes dias são bem raros”.  E fala também sobre a sensualidade: “Eu acho que todas as pessoas, não só mulheres, podem se sentir lindas e sexys a qualquer momento. E não, não tem nada a ver com a aparência. Tem muito mais a ver com auto estima do que aparência”.

Edições Anteriores:  
__________________________________________________________
 IN & OUT

 

;-) Tênis: solado tradicional



:-( Tênis: solado plataforma

ONE CARTOON


Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.




 

Esta coluna é fechada de
segunda a sexta às 16:00

(exceto feriados)



 © Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
 do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br

s