F x

“Vou chamá-lo de nazista por isso? Ele é inconsequente. Fala qualquer coisa.”

FHC, lembrando que, em 1979, em Playboy, Lula dizia que admirava a obstinação de Hitler

 




Ano XI - 24 de Outubro de 2014

Leviandade
O adjetivo leviano no Houaiss significa “que ou aquele que julga ou procede irrefletida e precipitadamente; que ou quem age sem seriedade; que demonstra inconstância, inconsistência”. E foi nesse sentido que Aécio Neves chamou de leviana Luciana Genro num debate de TV e depois, a própria Dilma Rousseff, à medida em que elas resolveram questionar o episódio do aeroporto em Cláudio, interior de Minas Gerais. Dias depois, quando Lula resolveu dizer que usando a expressão leviana, o tucano estava ofendendo “a presidente, a mãe e a avô”, dirigia-se especialmente aos nordestinos, mesmo discursando em Belo Horizonte ou São Paulo. Na linguagem popular da região, leviana também pode significar prostituta, o que o resto do Brasil desconhece.

Contra Dilma
O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, integrante do PSB, é um dos raros da legenda, como Roberto Amaral, a fazer campanha para Dilma em seu estado. Só que a primeira-dama de lá, a jornalista Pamela Bório era Marina Silva, apoia Aécio e avisa: “Não sou vaca para precisar de aboio”. E até investe contra Chico Buarque, que gravou mensagem de apoio a Dilma, lembrando que a irmã dele, Ana de Hollanda, foi ministra do governo petista e o Ministério da Cultura deu incentivos da Lei Rouanet “para sua sobrinha Bebel Gilberto, seu genro Carlinhos Brown e sua namorada Thaís Gulin”. E reforça: “Vocês esquecem que sou jornalista?”.

Brinde de despedida
A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, que viu seu candidato Lobão Filho ser derrotado por Flávio Dino (PCdoB), ex-presidente da Embratur, que não tem a menor intenção de fazer a transmissão de cargo ao governador eleito, deixará o posto já em novembro, pretendendo passar uma temporada em Miami, onde quer morar. Quem assumirá, em seu lugar, deverá ser o presidente da AL, Arnaldo Melo (PMDB), candidato a vice na chapa de Lobão Filho. Se ele assume depois de menos de dois meses de mandato, ganhará aposentadoria vitalícia de cerca de R$ 25 mil.

Olho em 2015
Entre os chegados a Dilma Rousseff, muitos já dão como certos os cargos que esperam ocupar no novo ministério, se ela vencer. O governador da Bahia, Jaques Wagner, aposta que será chefe da Casa Civil, no lugar de Aloizio Mercadante que poderá ir para a Fazenda (ele não quer, a propósito). O atual titular das Comunicações, Paulo Bernardo, poderá ser substituído por Ricardo Berzoini, hoje nas Relações Institucionais e que conseguiu ganhar a confiança da presidente. Bernardo e a mulher Gleisi Hoffmann foram acusados de receber dinheiro desviado da Petrobras.

Fora do páreo
Pelas pesquisas, são raras as chances de Marcelo Crivella vencer Luiz Fernando Pezão no segundo turno para o governo do Rio. A distancia aumentou ainda mais depois das denúncias de duas casas que a família do bispo licenciado da Universal tem na Florida, mais carrões e supostamente, até jatinho. Fora seu filho Marcelo Hodge Crivella que administra uma rede de escolas no estado americano.

Romário prefeito
O senador eleito Romário aparece no final do horário eleitoral de Aécio, ao lado do candidato, mais Ronaldo Fenômeno com quem fez as pazes. Ao mesmo tempo, o instituto GPP faz uma pesquisa para a prefeitura do Rio em 2016 e Romário sai na frente com 31,8%. Em seguida, vem Marcelo Freixo (12,4%), Cesar Maia (9,6%) e Clarissa Garotinho (2,9%).

Projeto Down

Dupla caipira
A Força Sindical, sob orientação de Paulinho Pereira da Silva, deputado reeleito do Solidariedade, espalhou em Brasília cartazes onde Guido Mantega aparece como um anão fazendo reverencia ao tamanho do PIB e Alexandre Tombini, do BC, vira um gigante. Ganharam até apelidos: Pibinho e Jurão. Os mais irônicos acham que, com jeito, porem até virar uma dupla sertaneja.

Curto alivio
Atual diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, não foi depor na CPI Mista da estatal: mandou atestado médico e o governo respirou aliviado, mesmo que apenas por alguns dias. Para muitos, ele integrava a equipe de Paulo Roberto Costa antes de virar diretor e poderia se enrolar ao responder perguntas da oposição às vésperas da eleição. Na semana que vem, Cosenza terá de comparecer na CPI.

Receita do avô
Nesses dias, Bebel Schmidt, prima de Aécio e que tem um blog sobre moda e gastronomia, estava em São Paulo no lançamento de um novo grão de café da Nespresso. Engajada com todos os familiares do tucano na campanha, lembrava Tancredo Neves: “Meu avô dizia que campanha política se ganha na boca da urna”.

Encontro marcado
Depois de confessar na CPI Mista da Petrobras que emitia notas fiscais frias por orientação de Alberto Youssef, sua ex-contadora Meire Poza, viajou para Fortaleza, acompanhada do advogado Eri Varella. Ela pretende ter um encontro com o governador Cid Gomes.

Estreia
Quem estava em cima do carro de som que levava tucanos na manifestação do Largo da Batata, em São Paulo, esta semana, que esticou depois pela Faria Lima, ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que fazia emocionado discurso (“Tenho 83 anos e continuo na luta”), era sua mulher, Patricia Kundrat, que marcava sua estreia em campo. Tinha bottoms no peito e acenava, fazendo o V da vitória.

Guerra virtual
Nos últimos dias, aumentou a guerra entre petistas e tucanos nas redes sociais, que, certamente, terão participação nos resultados. O Brasil tem 96 milhões de usuários no Facebook, dos quais 47% estão concentrados em São Paulo, Minas Gerais e Rio. Aécio tem 3,02 milhões de fãs; Dilma, 1,6 milhão. O Twitter tem 22 milhões de usuários no país. Dilma tem 2,9 milhões de seguidores; Aécio, 185,4 mil.

Boca fechada
Na semana que vem, Alberto Youssef, repetindo Paulo Roberto Costa, não abrirá a boca no depoimento que fará na CPI Mista da Petrobras. A lei permite que ele não responda pergunta alguma, sob pena de invalidar sua delação premiada.

PT com Arruda
Preocupados com os 57% de intenções de voto que Aécio Neves tem em Brasília, petistas organizaram uma manifestação na defesa dos Correios, espalhando que também seria privatizado se o tucano vencesse e repetindo manobra de 2006 contra Geraldo Alckmin que estava no segundo turno com Lula. O surpreendente é que muitos manifestantes tinham no peito adesivos de Dilma e de Jofran Frejat, candidato do PR ao governo do DF lançado por José Roberto Arruda.

Coleção Samba
Será lançada amanhã na loja de Carolina Herrera no shopping JK Iguatemi, em São Paulo uma nova coleção de bolsas batizada de Samba: são três modelos supostamente inspirados em Maysa, Astrud Gilberto e Elis Regina que, a propósito, nunca foram sambistas. Os preços são de R$ 1.500 a R$ 2.000, ou seja, mais baratos do que as demais bolsas da marca. A venezuelana quer entrar numa faixa semelhante à das bolsas Kate Spade e Coach, mais acessíveis. E a Coach vende em até 10 parcelas sem juros.

Nova batalha
Independente de quem vencer a eleição presidencial, uma nova guerra começa a ser armada na Câmara para ver quem consegue eleger o futuro presidente da Casa, que sucederá Henrique Eduardo Alves que tenta se eleger governador do Rio Grande do Norte. O PT alega que tem maior bancada e lhe cabe indicar o próximo ocupante do cargo. O PMDB nem se incomoda com a pretensão porque sabe que Eduardo Cunha (RJ), reeleito, já está em campanha, num esquema de aliança que inclui até nanicos.

Atributo básico
O musical sobre Chacrinha, que estreia em novembro, no Rio, com texto de Pedro Bial e direção de Andrucha Waddington, ainda seleciona as bailarinas candidatas a reviver no palco as famosas chacretes. As jovens não têm a menor referencia de como elas eram: na época, a coreografia era trivial e o que importava mesmo era a derrière. Desprovidas na área, não tinham chance. No musical, também não.

Ele e ele
A ministra da Cultura, Marta Suplicy, que ajudou um pouco a campanha de Alexandre Padilha, não moveu uma palha para Dilma Rousseff em São Paulo no segundo turno. Há quem aposte que já sabe que, Dilma vencendo, ela não permanecerá na Pasta. Já o ex-marido e não reeleito para o Senado, Eduardo Matarazzo Suplicy, tem colocado camisa vermelha e acompanhado Dilma quando em carreatas paulistas.

Fora do ar
Rubens Barrichello durou pouco como integrante do trio de comentaristas da Formula Um: enquanto a Globo garante que a saída aconteceu por conclusão de contrato, há quem aposte que Galvão Bueno, com quem Rubinho teve um contratempo, colaborou muito para seu desligamento.

Bolsa Atleta menor
A proposta do Orçamento para 2015 que acaba de chegar ao Congresso diminuiu o valor estimado para a concessão da Bolsa Atleta, no ano que antecede os Jogos Olímpicos no Brasil. São previstos R$ 158,5 milhões contra os R$ 181,3 milhões de 2014. Ou seja: menos R$ 22,8 milhões para os benefícios dos esportistas brasileiros.


GalisteuQuem tem peito
Adriane Galisteu (esquerda), Paloma Bernardi (direita), Seu Jorge, Carol Castro, Barbara Paz e Carlos Casagrande tiraram a camisa por uma boa causa: é uma campanha de conscientização do câncer de mama, aproveitando o Outubro Rosa, organizada pela Casa da Mulher, ONG que ajuda mulheres carentes nos procedimentos médicos. A frase Quem tem peito ajuda é uma convocação para arrecadar fundos para as ações da entidade.

Edições Anteriores:  

  ;-) Plissada e molenga.

:-( Lisa e colada.



Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.





 

Ruy Altenfelder Silva entrevista no programa Dialogo Nacional o colunista Giba Um.


© Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br