“Não queremos ficar sócios de 7%”,

Eduardo Cunha, presidente da Câmara, ironizando a aprovação de 7,7% de Dilma e antecipando rompimento do PMDB com o governo.



Ano XI - 28 de julho de 2015


Imagem lá fora
Se as viagens pelo Brasil não estão dando certo, devido a hostilização e falta do que mostrar, Dilma Rousseff vai investir neste segundo semestre na política externa, visando melhorar a imagem do país lá fora. Antes, em setembro, recebe a alemã Angela Merkel e logo depois vai a Nova York para discursar na abertura da Assembléia Geral da ONU. Em outubro, vai à Colômbia e em novembro, à Turquia, para uma reunião do G-20. Em dezembro, visitará o Vietnã, Japão, Paraguai (reunião do Mercosul) e provavelmente Paris, para a COP 21. Nas últimas semanas, a mídia mundial vem desancando o Brasil.

Saída bem paga
São dados do Portal da Transparência da CGU: de janeiro para cá, o ex-ministro Guido Mantega recebeu, até maio, nada menos do que R$ 281,1 mil e desse total, R$ 154,6 mil referem-se a “outras remunerações eventuais”. Também recebeu verbas porque participava do Conselho de Administração da Petrobras. Segundo a CGU, “outras remunerações eventuais” são valores pagos em decorrência de acertos de meses e exercícios anteriores, que não compõem a base de calculo do teto constitucional. Deve ser por isso que ele não para de jantar fora – mesmo sendo hostilizado.

Super-jantares
Isabela e Marcelo Odebrecht organizavam, até o mês passado, pelo menos três grandes jantares, na casa do Morumbi, em São Paulo, para autoridades e poderosos empresários, misturando negócios com vida social. A mansão está avaliada em cerca de R$ 18 milhões. Serviços de buffet sofisticados e caros começam a sentir falta dos regabofes, onde nunca faltou champanhe e foie gras, que anda ameaçado de ser banido nas mesas cara de São Paulo.

Substituta
O ex-presidente Lula ficou irritado com o vazamento da história de que gostaria de se encontrar com o também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Agora, o pessoal do Instituto Lula diz que só Dilma pode tomar a iniciativa porque, anteriormente, já reuniu ex-presidentes para levá-los ao velório de Mandela, na África do Sul. E também os reuniu num jantar para tratar da Comissão da Verdade. Aloizio Mercadante (sempre ele) acha que, se houver o encontro, José Sarney, como ex-presidente, também deve ser chamado. Fernando Collor, não vai dar.

Olho no ventilador
Leo Pinheiro, da OAS, está negociando sua delação premiada e pode mesmo acabar envolvendo o ex-presidente Lula, mais seu milionário filho, Fábio Lula da Silva, o Lulinha. E também Renato Duque, Nestor Cerveró e Jorge Zelada, ex-diretores da Petrobras, poderão optar pela mesma alternativa para conseguirem penas mais amenas. Ou seja: seria a abertura total do esquema de corrupção, envolvendo novos personagens e partidos e mais políticos do primeiro time do país.

Festival da medalha
As Forças Armadas adoram premiações. O Exercito, agora, está comprando 4.894 medalhas e o custo total das condecorações chegará a R$ 275,9 mil. As medalhas possuem diversas motivações, desde por Serviço Amazonico até por tempo de serviço militar.

Forno e fogão
Já o Supremo vai comprar luvas para forno e fogão no valor de R$ 1,9 mil. São 20 unidades de cano longo, flexível, confeccionadas em tecido e silicone, resistente a temperaturas superiores a 200 graus C.

Quem vem
No próximo dia 26 de agosto, no Teatro Bradesco, em São Paulo, Carla Bruni, ex-modelo, cantora e ex-primeira-dama da França, estará se apresentando pela primeira vez no Brasil. Ela também deverá fazer um show em Porto Alegre. Quem resolver pagar entre R$ 160 e R$ 480 poderá curtir canções do álbum Little French Songs.

Conversa a dois
Em Nova York, nesses dias, o vice-presidente Michel Temer conversou muito com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, sobre a cena nacional e o futuro do PMDB até mesmo em 2018, quando a legenda deverá lançar candidato próprio à Presidência da República. Quem soube da conversa, ficou com a impressão de que Temer, se for candidato, gostaria de ter Kátia na vice, numa chapa puro sangue. Só que ela é contra o rompimento com o governo.

Prefeito, de novo
O PSDB de São Paulo tem pesquisas internas que sinalizam que o único nome tucano, nas eleições para prefeito da cidade, no ano que vem, com chances de bater Celso Russomano e Marta Suplicy, seria mesmo o do senador José Serra. Todos os demais integrantes do PSDB que querem concorrer à Prefeitura aparecem com mínimas intenções de voto. Andrea Matarazzo é o que tem mais, mas ainda assim pouco.

Barrado no baile
Benedito Ruy Barbosa teve sinopse de novela recusada pelo Forum de Dramaturgia da Globo: era uma história de clonagem e nazistas no Brasil. Motivo: além de nazismo ser um tema um pouco inspirador, a mesma história foi usada em Meninos do Brasil, filme de 1976, dirigido por Ira Levin, com Gregory Peck no comando do elenco. Benedito continua supervisionando Velho Chico, escrito por Edmara Ruy Barbosa e o filho dela, Bruno.

Projeto Down

Outra cadeira
Edinho Silva, ex-tesoureiro da campanha presidencial de Dilma, citado nos depoimentos da Lava Jato, permanecerá na Secom porque seu afastamento significaria quase confirmar as suspeitas que caíram sobre ele. Dependendo do andar da carruagem antes do final do ano, contudo, ele poderia ser deslocado para o Ministério do Esporte, por conta dos Jogos Olímpicos. Hoje, a pasta é comandada pelo inexpressivo George Hilton, ex-pastor da Universal e do PRB mineiro.

Queria mais
Menos de uma semana antes de sua prisão, Marcelo Odebrecht participava, em São Paulo, no Hotel Hilton, de um seminário onde se discutiam formas de dinamizar exportações de serviços. O presidente da Odebrecht se manteve alinhado ao governo e até propôs que o BNDES liberasse ainda mais recursos para obras no Exterior.

Plano B
Nas anotações de Marcelo Odebrecht, há um trecho onde surge a expressão “tática Noboa”. Os procuradores consideraram uma referencia ao caso de Gustavo Noboa, ex-presidente do Equador que fugiu do país, em 2003, ao ser acusado de irregulares procedimentos de fundos na renegociação da divida externa. Resumo da ópera: achavam que Marcelo poderia estar planejando sua fuga do país.

Homenzinho
Thammy Miranda foi ao programa de Jô Soares e disse que se sentia um homenzinho desde muito pequena: “Eu usava Kichute e meu aniversário de criancinha foi do He-Man”.

Nome
João Kleber, uma das atrações da Rede TV!, o mesmo de Teste de Fidelidade e outros programas do gênero, vai comandar um show de auditório aos domingos, com imitações, variedade e esquetes. Nome: JK Show. Juscelino Kubitschek deve estar se revirando na tumba.

Bolsonaro em ação
Nova pesquisa MDA para a Presidência da República dá 3,2% de intenções de voto para o polêmico deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ). Ele quer disputar, usa como argumento que, nas últimas eleições, o pleito foi decidido por uma diferença de 3,2% e num segundo turno, seus eleitores poderão ser remanejados para outro candidato, tudo bem negociado. O PP, hoje, tem nada menos do que 20 deputados citados na Lava Jato e Bolsonaro é do bloco contra o governo.

O que sobrou
Com todos os problemas que enfrenta e que quase acabou com esse setor no país, as ferrovias ainda transportam 25% da carga no Brasil. O que é muito pouco para um país de dimensões continentais e mais ainda se comparado a nações semelhantes. A densidade nacional dos trilhos é de apenas 3,5 quilômetros por mil quilômetros quadrados de área, ante 22,9 quilômetros nos Estados Unidos, 19,5 na Índia, 13,3 na Argentina, 9,4 no Chile e 9 quilômetros na China.

Caitlyn em Playboy
O ex-atleta Bruce Jenner, que virou a transgênero Caitlyn Jenner, aos 65 anos de idade, aceitou cachê de US$ 5 milhões e será a mulher mais velha a exibir sua nudez nas páginas de Playboy. As fotos serão ambientadas na Itália, por escolha de Caitlyn.

Retoques
Nessa fase pós-dieta Ravenna, a presidente Dilma Rousseff não está só pedalando e fazendo até musculação, diante de regiões do corpo que ficaram flácidas com seu emagrecimento. Está esperando apenas um período mais propicio – e menos complicado – para se submeter a retoques no rosto, especialmente nas maçãs e pescoço. De quebra, quer dar um jeito na parte acima de seu lábio superior, região sempre chamada de código de barras. Na pauta, botox e gordura dela própria.

Super-equipe
A Globo deverá deslocar nada menos do que 2.200 profissionais, entre repórteres, narradores e equipe técnica para a cobertura dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio. Serão 16 horas na grade, sendo 110 horas ao vivo. E a emissora criará lá uma Central Olímpica, espaço dividido com a SportTV, dentro do Parque Olímpico.

Meio milhão
O filme Carrossel, nem bem estreou e já levou mais de meio milhão de espectadores a 510 salas em todo o Brasil. No SBT, no horário nobre, a reprise da segunda versão de Carrossel continua mantendo o segundo lugar na audiência, atrás apenas da Globo.

Na capa
A capa da revista IstoÉ desta semana, dedicada ao vice-presidente da República e ainda articulador político do governo Dilma com a chamada A Solução Temer, conseguiu criar novo desconforto no Planalto, quando ministros chegados à Chefe do Governo provocavam e lhe diziam que “ele já está se sentindo presidente”.

Dimensão real
Nove entre dez analistas econômicos discutem a existência de R$ 21 bilhões de despesas obrigatórias que o ministro Joaquim Levy, da Fazenda e seus levinetes não teriam levado em conta na hora de projetar as furadas metas do superávit. Eles apostam que não levaram em conta porque não faziam a menor idéia de sua real dimensão.


Antonieta Kardashian
Seu programa Keeping Up with the Kardashians é exibido em todo o mundo, ela acaba de ser capa e recheio da Vogue espanhola onde aparece – sur-presa – vestida e de cara lavada e agora, é a estrela da campanha do energético Hype, onde se transforma, de uma mulher futurista numa versão de Maria Antonieta. Na mesinha ao lado, a sofisticação de rainha: bebe energético num copo de vinho – e de cristal. Kim Kardashian, grávida de novo de seu casamen-to com Kanye West, é uma maquina de promoção e de fatura-mento: o dela, no ano passado, foi de US$ 28 milhões.

Edições Anteriores:  

  ;-) Boca de sino (de novo).

:-( Boca estreita.



Os trabalhos dos mais criativos cartunistas selecionados na web.





 


Homenagem - Giba Um acaba de receber uma homenagem, na posse do novo presidente da Federação Brasileira de Colunistas Sociais, Ovadia Saadia, na Assembléia Legislativa, da entidade e da Organização Brasileira de Mulheres Empresariais, por seus 40 anos de colunismo e pelos 30 anos de atividades do Projeto Down – Centro de Informação e Pesquisa da Síndrome de Down, ligado a ONU, do qual é fundador e presidente honorário.

Ruy Altenfelder Silva entrevista no programa Dialogo Nacional o colunista Giba Um.


© Copyrights: É proibida a reprodução, total ou parcial, do texto e de todo o conteúdo sem autorização
do titular desta coluna eletrônica. Entre em contato com o autor pelo email gibaum@gibaum.com.br